quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Sindsep/MA, centrais sindicais e sociedade civil organizada promovem Ato Contra o Golpe, em Defesa da Democracia e da Soberania do Voto Popular

O Sindsep/MA, a Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), União Nacional dos Estudantes (UNE), demais entidades sindicais e da sociedade civil organizada em geral, realiza nesta quinta-feira, 20, “Ato Nacional Contra o Golpe, em Defesa da Democracia e da Soberania do Voto Popular”, com concentração marcada para as 15h na Praça João Lisboa.

O Ato objetiva a defesa consistente da democracia e da soberania do voto popular. É uma ação da sociedade civil organizada que visa lutar para garantir a vontade popular em relação ao direito legitimo de governabilidade da presidenta Dilma Rousseff, eleita democraticamente por 52% da população brasileira. É um Ato em contraponto à manobra política da “elite” de tentar “usurpar” de forma inescrupulosa a legitimidade constitucional da soberania brasileira, afirmada dentro dos parâmetros que regem as diretrizes que constituem o Estado de Direito. O Ato é uma grande negativa à tentativa de golpe à democracia brasileira.

Em defesa da democracia

No passado, o Brasil quebrava com as crises. Atualmente o país está amadurecido e sólido no combate à crise que assola todo o mundo capitalista. Ainda assim, mesmo com o gerenciamento correto da crise, existe uma grande ofensiva da “elite” que cria factoides e apontam para uma crise utópica e sem precedentes. É inegável o crescimento e as conquistas do Brasil nesses os últimos 12 anos.

Os órgãos de combate à corrupção estão mais fortes, mas os setores conservadores do Congresso, do Judiciário e o oligopólio de mídia passam a ideia de que a corrupção surgiu nos governos Lula e Dilma. O recente atentado ao Instituto Lula e as investigações seletivas da operação Lava Jato mostram que há interesses que vão além do combate à corrupção. Queremos o combate amplo e profundo à corrupção, sem poupar ninguém.

Pela mudança da política econômica

A política econômica atual joga a conta nas costas do povo. Ao invés de atacar direitos trabalhistas, cortar investimentos sociais, aumentar os juros e as tarifas de energia, água e serviços básicos, que inflacionam o custo de vida, o Governo Federal podia taxar as grandes fortunas e os lucros do capital, reduzir a jornada de trabalho sem redução de salários para que mais gente possa trabalhar, e valorizar os aposentados e a juventude.

Fora Cunha

Eduardo Cunha é um sabotador da República. A Câmara ataca direitos sociais e partem do Congresso medidas retrógradas: Terceirização, Redução da maioridade penal, Contrarreforma Política e a Entrega do Pré-sal a empresas estrangeiras.

O “Ato Nacional Contra o Golpe, em Defesa da Democracia e da Soberania do Voto Popular” defende a Petrobrás 100% estatal e as liberdades: contra o racismo, a intolerância religiosa, o machismo, a LGBTfobia e a criminalização das lutas sociais.

Reformas Populares com o povo nas ruas!

É preciso enfrentar a estrutura de desigualdades da sociedade brasileira com uma plataforma popular. A saída é mobilização nas ruas pelas reformas necessárias: Reforma Tributária, Urbana e Agrária, Democratização das comunicações e Reforma democrática do sistema político para ampliar a participação popular.

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Vereador Honorato discute projetos para São Luís com prefeito Edivaldo Holanda Jr.

O vereador Honorato Fernandes (PT) reuniu-se com o prefeito Edivaldo Holanda Jr na sede da Prefeitura de São Luís, na terça-feira (11). Durante o encontro, além de conversarem sobre conjuntura política, o vereador apresentou alguns pleitos e falou de atividades que vem desenvolvendo em vários pontos da cidade.

“Apresentei ao prefeito vários pleitos de localidades por onde tenho trabalhado. São demandas na área de asfaltamento, iluminação, educação e saúde, entre outras. Algumas já foram encaminhadas ainda durante o nosso encontro”, disse o vereador Honorato Fernandes.

O vereador também colocou para o prefeito em que pé estão as atividades do projeto Fala São Luís que o parlamentar desenvolve em áreas da cidade como Liberdade (já implantado), Vila Luizão, Cidade Olímpica e Coroadinho.

“Mostramos ao prefeito o que já conseguimos alcançar mediante a implantação do Fala São Luís na Liberdade. Este projeto, que tem na participação popular sua marca registrada, tem mostrado grande importância no momento de definir as prioridades do bairro.

“Na Liberdade, a partir da apresentação das demandas, conseguimos reformar, por pleito da comunidade, em parceria da iniciativa privada e prefeitura, a quadra do Japão e também já conseguimos o asfaltamento de algumas ruas e melhorias na iluminação pública. Também, atendendo a reivindicação feita através do Fala São Luís, a prefeitura levou para o local o projeto Todos por São Luís. Nos demais bairros estamos exatamente na fase de identificação destas demandas”, explicou o vereador ressaltando que o prefeito foi bastante receptivo aos pleitos apresentados.

“Também levamos ao prefeito demandas referentes às políticas públicas voltadas para a juventude de São Luís. Demandas como regulamentação da Lei do Fundo Municipal de Políticas de Juventude, criação da Secretaria Municipal de Juventude, com dotação orçamentária para executar os programas específicos de juventude e implantação de ações voltadas para o transporte público, como a implantação do Bilhete Único”, destacou Honorato.

“O prefeito se mostrou satisfeito com o relatório de atividades que lhe apresentei e se colocou inteiramente a disposição quando as demandas apresentadas. Muito trabalho vem por ai”, disse o vereador Honorato Fernandes.


terça-feira, 11 de agosto de 2015

governo” Dilma convoca brasileiros a repudiarem o “vale-tudo contra qualquer governo”

Dilma convoca brasileiros a repudiarem o “vale-tudo contra qualquer governo”A presidenta Dilma Rousseff fez, nesta segunda-feira (10), um apelo para que todos os brasileiros “repudiem sistematicamente o vale-tudo contra qualquer governo, seja federal, estadual ou municipal”.
“No vale-tudo, quem acaba sendo atingido pelo quanto pior melhor é a população” defendeu, durante entrega de residências pelo Minha Casa Minha Vida em São Luís (MA), nesta segunda-feira (10).

“O Brasil está em um momento de travessia e precisa, mais do que nunca, que as pessoas pensem primeiro no País e só depois pensem e seus partidos e projetos pessoais. Tudo o que estamos fazendo no governo federal tem o objetivo claro de dar condições para entrarmos no novo ciclo de crescimento”, disse.

“Ninguém que pensa no Brasil, ninguém que pensa no povo brasileiro deve aceitar a teoria dos processos que falam: ‘eu não gosto do governo, então, vou enfraquecer ele. Então, eu aposto no quanto pior, melhor’. Quanto pior, melhor para quem? Para quem? É pior para a população, para o povo e para todos nós”, continuou.

Dilma declarou também que o País precisa de estabilidade para enfrentar o atual momento e garantiu à plateia, formada em maioria por beneficiários do Minha Casa Minha Vida, que os programas sociais do governo serão mantidos.

“O Brasil é muito mais forte que esse momento de dificuldades. Não fiquem inseguros nem apreensivos, é uma situação temporária, vai passar e rápido”, assegurou.

Congresso – As declarações da presidenta ocorrem na semana em que o Congresso Nacional debate parte das medidas do ajuste fiscal ainda não aprovadas e pautas que podem gerar maior despesa para o Executivo, como a mudança de regras para o reajuste do FGTS.

A presidenta disse que a aprovação de medidas que oneram ainda mais os cofres públicos podem agravar a situação do Brasil. “Nós não concordamos com nenhuma medida aprovada que leve à instabilidade tanto econômica quanto política no País. Não concordamos com medidas que leve ao caos as finanças do governo federal, dos estados e dos municípios”.

Apoio – Durante a cerimônia, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) afirmou que o estado “é contra qualquer tipo de golpe que é ensaiado em nosso País neste momento”. Dino disse ainda que o Brasil enfrenta as consequências da crise econômica mundial e que a manutenção do governo garante a continuidade de programas sociais, como o Bolsa Família e o Prouni.

Ele defendeu ainda as iniciativas de combate à corrupção. “É claro que somos contra a corrupção e defendemos a apuração, a investigação de quem quer que seja que tenha cometido qualquer tipo de coisa errada. Agora, separamos as coisas: nós defendemos que haja tudo isso, mas com respeito à Constituição, com respeito à democracia e às regras do jogo que foram estabelecidas por nossa nação”. Logo após, a plateia gritou “não vai ter golpe” e aplaudiu a presidenta.


Fonte: Agência PT de Notícias

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Vagas de reposição do Programa Mais Médicos têm 96% de adesão

Candidatos que validarem a participação já podem começar a trabalhar a partir de segunda-feira (3)Médicos brasileiros ou com diplomas revalidados ocuparam 96% das novas vagas oferecidas no edital de reposição, lançado em julho, do Programa Mais Médicos. Das 276 opções disponíveis em 200 municípios, 266 já foram escolhidas em 193 cidades. A lista com o resultado final da alocação dos médicos foi publicada nesta quinta-feira (30) no site maismedicos.saude.gov.br. Agora, os profissionais têm até esta sexta-feira (31) para apresentar a documentação no município escolhido. Os candidatos que validarem a participação estarão aptos a iniciar as atividades a partir de segunda-feira (3).

As vagas remanescentes serão oferecidas aos profissionais com CRM Brasil que não foram alocados nesta fase. O médico que for alocado, mas não se apresentar na data prevista, ficará impedido de participar da próxima seleção. Essa vaga será disponibilizada para a segunda chamada de escolha dos municípios, que acontecerá nos dias 13 e 14 de agosto. Caso as vagas não sejam preenchidas, o edital será aberto aos brasileiros que se formaram no Exterior e, em seguida, aos profissionais estrangeiros. Os próximos editais estão marcados para outubro deste ano e janeiro de 2016.

Ao todo, 1.410 profissionais com CRM Brasil se inscreveram nesta etapa para preencher os postos abertos a partir de desistências ou desligamentos desde o último chamamento, realizado em janeiro deste ano. No momento do cadastro, os candidatos escolheram entre a pontuação adicional de 10% nas provas de residência, atuando na unidade básica por, no mínimo, 12 meses, ou permanecer no município por até três anos e obter benefícios como auxílios moradia e alimentação pagos pelas prefeituras.

Para a classificação na concorrência das vagas, foram estabelecidas as mesmas regras adotadas no edital anterior: ter título de Especialista em Medicina de Família e Comunidade; experiência comprovada na Estratégia de Saúde da Família; ter participado do Programa de Educação pelo Trabalho – PET (Vigilância, Saúde, Saúde da Família e Saúde Indígena); do VER-SUS; do ProUni ou do FIES. Como critérios de desempate, serão considerados a maior proximidade entre o município desejado e o de nascimento e ter maior idade.

No primeiro chamamento de 2015, os médicos formados no Brasil ou com diploma revalidado e os brasileiros graduados no Exterior preencheram todas as 4.139 vagas ofertadas em 1.289 municípios e 12 distritos indígenas. Com a expansão em 2015, o programa conta com 18.240 médicos em 4.058 municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), levando assistência para cerca de 63 milhões de pessoas.

Mais Médicos
Criado em 2013, o Programa Mais Médicos ampliou a assistência na Atenção Básica, fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. Além do provimento emergencial de médicos, a iniciativa prevê ações voltadas à infraestrutura e expansão da formação médica no País.

No eixo de infraestrutura, o governo federal está investindo na expansão da rede de saúde. São mais de R$ 5 bilhões para o financiamento de construções, ampliações e reformas de 26 mil Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Já as medidas relativas à expansão e reestruturação da formação médica no País, que compõem o terceiro eixo do programa, preveem a criação, até 2017, de 11,5 mil novas vagas de graduação em medicina e 12,4 mil vagas de residência médica para formação de especialistas com o foco na valorização da Atenção Básica e outras áreas prioritárias para o SUS.

Último edital do Mais Médicos
 96% das vagas de reposição* foram preenchidas
 276 opções oferecidas – em 200 municípios
266 preenchidas – em 193 cidades
Atendimento atual
18.240 médicos em 4.058 municípios e 34 distritos indígenas
Cerca de 63 milhões de pessoas assistidas
* Vagas abertas a partir de desistências ou desligamentos desde o último chamamento.

Fonte:
Ministério da Saúde.

quinta-feira, 30 de julho de 2015

É hoje: Show em benefício das crianças com câncer da Fundação Antonio Dino



Nesta quinta-feira (30), a partir de 20h, no palco do Teatro Arthur Azevedo, a Fundação Antonio Dino que mantém o Hospital do Câncer Aldenora Bello, realizará o “VII Talentos Maranhenses”, show beneficente com artistas maranhenses consagrados em prol da luta contra o câncer infanto-juvenil.

O espetáculo terá a participação do elenco da peça “Uma linda Quase Mulher”, apresentações de personalidades do cenário musical local como: Fernando de Carvalho; Gabriel Melonio; Djalma Chaves; Teresa Cantu; Gisella Padilha; Luiz Júnior; Grupo Lamparina e Neto. Terá também apresentação de dança com a companhia Vanda Cardoso. Todos marcarão presença nesse show de solidariedade, produzido pelo produtor Mario Jorge, em São Luís.

Os artistas maranhenses todo ano dão sua contribuição para as crianças da Casa de Apoio por meio da campanha McDia Feliz, que é coordenada nacionalmente pelo Instituto Ronald McDonald. No Maranhão, a instituição beneficiada é a Fundação Antonio Dino, o objetivo é angariar recursos para comprar um aparelho chamando “PCR Quantitativo”, que define com exatidão a indicação do grau de tratamento para crianças e adolescentes portadores de Leucemia no Hospital do Câncer Aldenora Bello.

Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do teatro, na Fundação Antonio Dino, Rua Seroa da Mota, 23 - Monte Castelo, e com voluntários, no valor de R$15,00. O espetáculo, com duração de 90 minutos, tem censura livre e conta com a participação do público maranhense para integrar essa corrente do bem, pois o McDia Feliz é mais do que uma campanha de arrecadação, é uma iniciativa pela mobilização da sociedade em torno da causa do câncer em crianças e adolescentes.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Campanha mobiliza o Brasil durante Semana de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas

Ministério da Justiça (MJ) promove o movimento de alerta e prevenção de novas vítimasO Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas é lembrado no próximo dia 30 de julho. O Brasil e vários países se mobilizam por meio da Campanha Coração Azul, lançada em 2013 pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc-ONU).
 
No Brasil, a data será marcada pela Semana de Mobilização, que vai de 27 a 31 de julho. O Ministério da Justiça promove seminários, palestras, audiências públicas, mostras, blitz educativas e caminhadas. Em algumas cidades, monumentos e prédios públicos receberão iluminação especial para chamar a atenção da sociedade sobre o tema.
Nas redes sociais,  facebook e no twitter do Ministério da Justiça, já é possível interagir, compartilhando informações de alerta e prevenção contra o tráfico de pessoas, além de demonstrar solidariedade com vítimas aderindo ao símbolo da campanha, o Coração Azul.
 
O que é
O tráfico de pessoas é a retirada da pessoa de seu ambiente, de sua cidade e até de seu país para fins como exploração sexual, trabalho equivalente ao de escravo, extração de órgãos humanos, adoção ilegal e vários outros. Esse crime muitas vezes passa despercebido, mas é o terceiro mais lucrativo no mundo, segundo dados da ONU.
  
 
Fonte:

Ministério da Educação divulga novas regras para o Fies

O Ministério da Educação (MEC) divulgou novas as regras para a edição do segundo semestre do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Desta vez, o modelo será diferente. Estudantes vão se candidatar a uma seleção por meio de um sistema semelhante ao utilizado na Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).
 
As inscrições começam nesta segunda-feira, 03 de agosto, e seguem até as 23h59 do dia 6 de agosto. A informação foi publicada hoje no Diário Oficial da União (DOU).
 
Podem participar do processo apenas os alunos sem diploma do ensino superior que já tenham feito o Enem — a partir de 2010, com nota final de, pelo menos, 450 pontos — e renda familiar de até R$ 2,5 salários-mínimos. As inscrições acontecem pelo site http://fiesselecao.mec.gov.br. Na nova plataforma, eles têm de se inscrever para vagas já definidas pelo MEC. Assim, serão selecionados com base nas notas do Enem. Quem concluiu o ensino médio antes de 2010 não precisa ter feito o exame anteriormente, mas deve se encaixar nos outros requisitos.
 
Fonte: O imparcial